Histopatologia de tilápias da represa Billings (APA Bororé-Colônia)

Histopatologia das brânquias de Tilápia do Nilo Oreochromis niloticus
provenientes da represa Billings, área de proteção ambiental Bororé-Colônia 


Karina Fernandes Oliveira Rezende
Rubens Martins Santos
Rodrigo Martins dos Santos
João Carlos Shimada Borges
José Roberto Machado Cunha Silva
Carolina Amália de Souza Dantas Muniz


RESUMO  -  O presente trabalho teve como objetivo evidenciar alterações morfológicas nas brânquias de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) da Represa Billings. Foram utilizados dez animais, sendo cinco provenientes da Represa Billings e cinco provenientes dos tanques comerciais da Royal Fish. Prepararam-se lâminas histológicas para análise morfométrica e quantitativa por meio do Índice de Alteração Histológica  (I.A.H.). O I.A.H. apresentou diferença estatística significativa (p < 0,05)  entre os grupos, o que permitiu a conclusão de que os poluentes  afetaram  histologicamente as brânquias dos animais provenientes da Represa Billings e que esses animais estão parcialmente adaptados ao ambiente. 

Palavras-chave: alterações histológicas, biomarcadores, eutrofização, peixes, poluentes


Fotomicrografia da lamela secundária da brânquia de Tilápia do Nilo proveniente da Represa Billings.
A.  seta preta indica a presença de eosinófilos; a seta branca indica a presença de basófilos. Coloração Rosenfeld.  
B.  seta indica hiperplasia das células epitelial lamelar resultando em fusão das lamelas secundárias. Coloração Azul de Toluidina/ Fucsina. 
C. seta indica proliferação de células de muco. Coloração PAS/ Hematoxilina.  
D.  setas indicam aneurismas. Coloração Azul de Toluidina/ Fucsina. 


Histopathology of Nile Tilapia gills Oreochromis niloticus from
Billings Dam in the environmental protection area Bororé-Colônia 

ABSTRACT  - The aim of this study is to show morphological changes in the gills of Nile Tilapia (Oreochromis niloticus) at Billings Dam. Ten specimens were used, five of which came from the Billings Dam and five from Royal Fish commercial aquaculture tanks. Slides were prepared for morphometric and quantitative analysis of histological sections. There was a significant statistical difference  (p < 0.05) in the histological alteration index, which led us to conclude that pollutants are affecting Tilapia gills histologically and these animals are partially adapted to the environment.

Keywords: biomarkers, eutrophication, fishes, histological changes, pollutants




[continue lendo... 
Clique aqui para baixar o artigo na íntegra a partir de nossa base de dados].

__________
Clique aqui para acessar o artigo original, publicado nas ATAs de Saúde Ambiental - ISSN: 2357-7614, v. 1, n.1, Set./Dez, 2013, p. 57-68, editada pelo Mestrado em Saúde Ambiental, da Faculdades Metropolitanas Unidas - FMU.

Análise geográfica da relação socioambiental em unidades de paisagem da APA Capivari-Monos no ano de sua criação

Rodrigo Martins dos Santos
Leda Velloso Buonfiglio
Julio Takahiro Hato
Avelino Los Reis
Tatiana Cyro Costa


RESUMO:  Identifica e analisa  unidades de  paisagem na  Área de Proteção Ambiental Municipal Capivari-Monos, extremo sul do município de São Paulo no ano de 2001, época de criação dessa área protegida.  Procura contextualizar a atmosfera socioambiental em que a referida unidade de conservação foi criada, cujo objetivo, dentre outros, foi o de proteger uma extensa área rural do município onde há presença da maior densidade de nascentes e cursos d‟água que alimentam mananciais de abastecimento da região metropolitana. Analisando as paisagens homogêneas  foi possível traçar um diagnóstico perceptivo da realidade socioambiental de cinco localidades, com base na aplicação de questionários e observações diretas. As conclusões são de que há uma discrepância da qualidade ambiental e nível de desenvolvimento social nessas localidades, o que atinge diretamente o bem-estar de quem vive ou depende direta ou indiretamente delas. 

Palavras-Chave: Análise Geográfica da Paisagem; Área Protegida; APA Capivari-Monos.



Modelo de análise da paisagem sob o prisma da escola da percepção ambiental. Org. os autores.


RESUMEN: Identifica y analiza las unidades de paisaje en el Área Municipal de Protección Ambiental Capivari-Monos, extremo sur de la ciudad de São Paulo, en el año 2001, el momento de la creación de esta área protegida. Contextualiza la atmósfera socioambiental en el que la dicha áreas protegidas fue creada, cuyo objetivo, entre otros, era proteger a una amplia zona rural del condado en donde hay presencia de una mayor densidad de manantiales y cursos de agua que alimentan las corrientes de la región metropolitana. Con el análisis de las paisajes homogéneas fue posible establecer un diagnóstico perceptivo de la realidad socioambiental de cinco localidades por medio de cuestionarios y observaciones directas. Las conclusiones son que hay una discrepancia en el nivel de la calidad del medio ambiente y el desarrollo social en estas localidades, lo que afecta directamente el bienestar de aquellos que viven o dependen directa o indirectamente de ellos. 

Palavras-Clave: Análisis Geográfica del Paisagem; Área Protegida, APA Capivari-Monos.

 
ABSTRACT:  Identifies and analyzes the landscape units in Capivari-Monos  Municipal Ladscap Protection Area, extreme south of City of São Paulo, in the year 2001, the time of creation of this protected area. To contextualize the environmental atmosphere wherein  its protected area was created, whose goal, among others, was to protect a large rural area of the county where there is presence of higher density of wellsprings and waterways that feed streams of supply metropolitan region. Analyzing the homogeneous landscapes was possible to draw a perceptive diagnosis of the socio-environmental reality of  five localities based on questionnaires and direct observations. The conclusions are that there is a discrepancy in the level of environmental quality and social development in these localities, which directly affects the well-being of those who live or depend directly or indirectly from them. 

Keywords: Geographic Landscape Analysis; Protected Area; APA Capivari-Monos.



[continue lendo... 
Clique aqui para baixar o artigo na íntegra a partir de nossa base de dados].

__________
Clique aqui para acessar o artigo original, publicado na revista Terceiro Incluído - ISSN: 2237-079X, v. 3, n.2, jul./dez, 2013, p. 11-39, editada pelo Instituto de Estudos Sócio-Ambientais, da Universidade Federal de Goiás.

Política ambiental e florestal corre risco de paralisação em 2014


Cerca de 50 servidores temporários do Ministério do Meio Ambiente (MMA) manifestaram na manhã desta terça-feira (29/04) Ato Público pela renovação de seus contratos, que serão encerrados a partir de 11/05/2014. Eles alegam que não foram convocados servidores para substituí-los, e que sua saída neste momento comprometerá o andamento de políticas ambientais estratégicas.


Manifestação dos servidores temporários do MMA na Esplanada dos Ministérios. Foto: Rodrigo Santos. 29/05/2014.


O caso mais crítico será em relação a política florestal, cujo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) terá quatro unidades regionais no Pará, Rondônia, Rio Grande do Norte e Paraná, sem funcionários, e serão fechados até que se empossem novos servidores – sem previsão. Vale destacar que as unidades do SFB na Amazônia são responsáveis “pelo monitoramento e fiscalização dos contratos de concessão florestal na região, que em 2014 somarão mais de 1,5 mi ha, com previsão de arrecadação de mais de R$ 3,5 mi”, segundo consta no Aviso Ministerial encaminhado pela ministra Izabella Teixeira ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), solicitando a prorrogação dos contratos dos servidores temporários.

O MPOG alega que abriu concurso para suprir as carências de pessoal do MMA, entretanto estes servidores somente serão empossados meses após a saída dos temporários, impossibilitando uma passagem segura do serviço e comprometendo o funcionamento do órgão por prazo indeterminado. Em relação a isso, Elena Cunha, servidora temporária questiona que “o MDS (Ministério do Desenvolvimento Social) fez a mesma solicitação que o MMA e foi contemplado pelo MPOG, cadê a isonomia?”.

Ato dos servidores temporários em frente ao MMA. Foto: Rodrigo Santos. 29/05/2014.


Outros projetos que serão impactados com a saída dos temporários são: o Cadastro Ambiental Rural, o Fundo Nacional do Meio Ambiente, a Política Nacional de Biodiversidade, Política de Biossegurança de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs), Sistema Nacional de Unidades de Conservação; e programas como Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), Educação Ambiental na Agricultura Familiar (PEAAF), dentre outros.